Avaliação institucional: uma ferramenta capaz de melhorar a qualidade de ensino?

Avaliação institucional: uma ferramenta capaz de melhorar a qualidade de ensino?

A avaliação institucional é um instrumento que abarca um processo de acompanhamento sistemático e contínuo das atividades desenvolvidas nas Instituições de Ensino (IES) do Brasil. Atualmente, compõe o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Mas, afinal, qual o papel dessa ferramenta na melhoria da qualidade de ensino?

Em primeiro lugar, é preciso destacar que a avaliação institucional tem como principais objetivos: buscar avanços qualitativos da educação superior, trabalhar em melhorias acadêmicas e pedagógicas e aumentar a eficiência na gestão educacional. Como a avaliação atua para alcançar esses objetivos?

Duas modalidades de avaliação

Historicamente, o Ministério da Educação busca, através de instrumentos normativos, estimular a cultura da avaliação institucional. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), a intenção é a de que as instituições, por meio da avaliação, construam uma permanente atitude de tomada de consciência sobre sua missão institucional e suas responsabilidades acadêmicas e sociais.

Dessa forma, a gestão deve atuar em duas modalidades de avaliação:

1) A AUTOAVALIAÇÃO que é coordenada pela Comissão Permanente de Avaliação (CPA) de cada instituição, conforme as orientações e diretrizes do roteiro da autoavaliação institucional da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES).

2) A AVALIAÇÃO EXTERNA que é realizada por comissões designadas pelo INEP, atuando na autorização, reconhecimento e renovação dos cursos. Nesse caso, as comissões avaliam as dimensões da organização didático-pedagógica, infraestrutura, corpo docente e tutorial. Outra forma de avaliação externa ocorre por meio do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), que avalia a performance dos alunos e de seus respectivos cursos.

Avaliação institucional e a qualidade de ensino

Dentro da gestão acadêmica na educação superior, o ensino encontra-se intrinsecamente ligado à pesquisa e à extensão. Dessa forma, a avaliação institucional realizada de forma global e integrada permite uma visão ampla desse tripé tão importante para o desenvolvimento de qualquer instituição.

As políticas adotadas acerca do ensino, pesquisa e extensão representam pontos importantes e que devem ser continuamente avaliados pela gestão da IES e por avaliações externas. Os dados coletados em documentos e relatórios e as informações levantadas com discentes e docentes contribuem para identificar acertos e também equívocos, ao tempo em que apresentam críticas e sugestões.

Em outras palavras, a avaliação institucional fornece subsídios essenciais para traçar estratégias para a expansão e melhoria do ensino, da pesquisa e da extensão. Além disso, suas diretrizes também incluem a responsabilidade social da instituição, a comunicação com a sociedade, políticas de carreiras do corpo docente e corpo técnico-administrativo, infraestrutura, organização e gestão institucional, atendimento a estudantes e egressos e sustentabilidade financeira.

Plataforma SAGRES facilita o processo de avaliação

A plataforma SAGRES – tecnologia educacional desenvolvida pela TecnoTrends – dispõe de diversos recursos que contribuem para agilizar os processos avaliativos das instituições de ensino superior. Através da automatização da coleta, do armazenamento e da análise dos materiais levantados, a plataforma SAGRES facilita a inclusão da avaliação institucional na rotina da IES.

Agende uma conversa com um consultor e saiba como a Plataforma SAGRES pode ajudá-lo a melhorar a qualidade do ensino através da avaliação institucional!

Compartilhar: