o Censo da Educação Superior reúne os dados mais confiáveis sobre o tema

Censo da Educação Superior e gestão do conhecimento

Em um contexto cada vez mais competitivo, as instituições de Ensino Superior privadas precisam utilizar a gestão do conhecimento disponível para elaborar estratégias eficientes de atuação. Atualmente, o Censo da Educação Superior reúne os dados mais confiáveis sobre o tema, ou seja, ele serve como importante fonte de informações para o planejamento estratégico das IES. Mas como utilizá-lo? Acompanhe a leitura.

Censo da Educação Superior

O Censo da Educação Superior é o instrumento de pesquisa mais completo do Brasil. Realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), ele fornece um cenário geral sobre as instituições de ensino que ofertam cursos de graduação e sequenciais de formação específica, bem como sobre seus alunos e docentes.

As informações são coletadas do Sistema e-MEC, onde são mantidos os registros de todas as instituições, seus cursos e locais de oferta. A partir desses registros, o Censo elabora os dados sobre infraestrutura das instituições, vagas oferecidas, candidatos, matrículas, ingressantes, concluintes e docentes, nas diferentes formas de organização acadêmica e categoria administrativa. Isto é, são indicadores preciosos para quem trabalha com a Educação Superior.

A gestão do conhecimento com os dados do Censo

O conceito de Gestão do Conhecimento (GC), oriundo do campo da Administração, é de grande valor para as IES, pois ele destaca a importância de identificar e analisar os conhecimentos disponíveis e desejáveis para o desenvolvimento e manutenção da organização. A GC se refere a uma abordagem multidisciplinar para alcançar os objetivos organizacionais por meio das melhores práticas do uso do conhecimento.

Nesse caso, o Censo da Educação Superior oferece um conhecimento qualificado sobre o Ensino Superior no Brasil e deve ser utilizado pela gestão. Listamos pontos que podem ser úteis:

·        Identificar tendências e padrões

Os dados do Censo podem ajudar a identificar tendências na procura de cursos, preferências dos estudantes e o fluxo das demandas do mercado. Essas informações podem ser úteis para a instituição planejar melhor suas atividades acadêmicas e cursos que atendam às necessidades dos alunos e também do mercado de trabalho.

·        Avaliar o desempenho da instituição

As informações do Censo permitem analisar comparativamente o desempenho em relação a outras instituições de ensino, o que pode contribuir para detectar pontos de melhoria. Através da análise da qualificação docente, por exemplo, a IES pode avaliar como ela se posiciona na média geral e isso pode servir de ponto de partida para um programa interno de formação continuada.

·        Melhorar a tomada de decisão

O Censo da Educação Superior pode ajudar a instituição a tomar decisões mais fundamentadas em relação às suas atividades acadêmicas e administrativas. As informações apresentadas, se bem interpretadas para o contexto da IES, podem fornecer direcionamentos estratégicos acerca de várias áreas, desde os investimentos orçamentários até a qualidade de ensino.

A gestão do conhecimento dentro das instituições de ensino privadas tem sido essencial para a sobrevivência em um mercado tão competitivo. Mas sabe o que também se apresenta como fundamental para as IES? Contar com uma tecnologia educacional habilitada a facilitar todos os processos institucionais. Conheça a PLATAFORMA SAGRES!

Compartilhar: